sexta-feira, 19 de março de 2010

Sob o toldo, a poesia


Sob Um Toldo Vermelho, um recado enigmático, na primeira pessoa:

Este volume constitui a minha obra poética até 2001, a que acrescento um poema publicado em 2005. Exclui e substitui toda a anterior.
Na capa, um detalhe de uma pintura de José Loureiro.
Sob a sua guarda, a poesia de Joaquim Manuel Magalhães.

3 comentários:

Su disse...

Olá! Tudo bem?
vinha convidar-te a visitar o leilão que estou a realizar:) Espero que gostes!Beijinhos e uma óptima semana
www.tudoquesefaz.com

Diana disse...

Tive o privilégio de ter tido aulas com o Professor Joaquim Manuel Magalhães. Porém, infelizmente, ainda não li nada da sua obra poética...

Livros e Outras Coisas disse...

Não aconselharia um começo a partir desta obra mais recente, mas de uma outra: Os Dias Pequenos Charcos. Segredos, Sebes e Aluviões também é uma boa escolha, Diana. :)
Boa viagem à poesia de JMM! :)