quinta-feira, 16 de abril de 2009

Madame Bovary em linha



O manuscrito de Madame Bovary, romance da autoria de Gustave Flaubert, pode agora ser consultado e "folheado" no sítio www.bovary.fr . Este passo traduz a empresa levada a cabo por um largo número de transcritores - 600, conforme informação disponibilizada -, cujas idades se situam entre os 16 e os 76 anos, sendo originários de países como: Argentina, Áustria, Bélgica, Colômbia, Estados Unidos da América, França, Gana, Grã-Bretanha, Hungria, Itália, Japão, Nova Caledónia, Nova Zelândia, Polinésia Francesa, Portugal, Suíça e Tailândia.
É possível admirar a escrita e as correcções do texto original, levadas a cabo pela mão de um escritor que
se denominava a si próprio de "homme-plume".

Yvan Leclerc e Danielle Girard são responsáveis por este projecto, tomando por base a edição de Charpentier de 1873. Todo o trabalho acabou por se desenvolver a partir de uma parceria estabelecida entre a Universidade de Ruão e a Biblioteca Municipal.

No sítio em questão podemos ainda consultar outras informações relevantes, sobre o autor e a sua obra, mas, aqui fica o conselho para a contemplação das ilustrações de edições específicas, feitas por A. Richemont e A. Fourié.

3 comentários:

Cristina Bernardes disse...

Simplesmente fascinante.

Livros e Outras Coisas disse...

É verdade, Cristina. Um perfeito tesouro. :)

tonsdeazul disse...

"Madame Bovary" é daquels clássicos imprescindíveis de se ler. A personagem coquete de Madame Bovary é delirante.